Publicidade

DC Turismo

21/01/2017

CHA Hotéis adia plano de expansão em unidades administradas para 2025

Daniela Maciel
Email
A-   A+
O Uberaba Apart Hotel, embora também sofra com a crise, já atravessou o pior momento/Divulgação
Sensível à crise econômica atravessada pelo País, o setor de hotelaria vem sofrendo desde o segundo semestre de 2014, quando os turistas atraídos pelos jogos da Copa do Mundo se foram e os percalços econômicos se intensificaram. A rede catarinense Cadeia de Hotéis Associados - CHA Hotéis - também sentiu o golpe e apostou no enxugamento e rigor nas operações para se manter firme no mercado. Dos 11 empreendimentos administrados atualmente, dois são em Minas Gerais, um na Capital e outro em Uberaba, no Triângulo Mineiro. No total são cerca de 500 quartos administrados.

A perspectiva para 2017, segundo o presidente da CHA Hotéis, Geraldo Linzmeyer, é de um ano de recuperação lenta, porém consistente. ?De uma forma ou de outra, todo mundo fez a lição de casa nesse período. Quem não fez já está fora do mercado. 2017 será mais leve e qualquer ação positiva para o setor dará resultado imediatamente?, avalia Linzmeyer.

Em novembro de 2015, quando assumiu a operação do Pampulha Design Hotel, ao lado do mais recente patrimônio brasileiro reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura (Unesco) - o Conjunto Arquitetônico da Pampulha -, a meta era chegar ao fim de 2016 com 20 unidades administradas e, ao fim de 2020, com, no mínimo, 50. Os números foram revisados. A expectativa é completar o total apenas no final de 2025. Para esse ano, duas negociações estão adiantas: São Mateus do Sul, no Paraná; e Ribeirão Pires, em São Paulo.

?Nos especializamos na administração de hotéis familiares, muito pequenos e independentes. Vejo que as grandes redes não olham para os pequenos e médios hotéis. Hoje não precisamos fazer prospecção, somos procurados pelos proprietários, muitos buscam por ajuda e não são poucos os desesperados, que chegam querendo se desfazer do empreendimento. Temos uma carteira com cerca de 20 interessados atualmente, mas estamos fazendo tudo com muita calma. Não é momento de correr riscos?, avalia o presidente da CHA Hotéis.

Minas - A unidade localizada na Pampulha não vem alcançando os resultados esperados. Além da crise econômica, o cenário hoteleiro na Capital amarga os efeitos da superoferta de quartos, resultado do grande número de hotéis incentivados e inaugurados na época da Copa. A ocupação tem ficado abaixo da casa dos 30% e nem o festejado anúncio da Unesco conseguiu reverter a situação.

?Belo Horizonte tem na superoferta um problema muito grande. Na reunião do Fohb (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil) se falou na Pampulha como o pior território para a hotelaria no Brasil atualmente, posto que era tristemente ocupado por Curitiba. Fizemos um ajuste muito forte na operação e 2017 é um ano decisivo. A região é rica em atrativos e acreditamos na recuperação. Notícias como a queda da taxa de juros e da inflação nos reanimam?, garante o executivo.

Já o Uberaba Apart Hotel, embora também sofra com a crise, já atravessou o pior momento. A promessa de investimentos na cidade, como a implantação da zona franca de exportação e da planta de produção de amônia, da Petrobras, é esperada com ansiedade. ?Uberaba promete um grande futuro e tem atraído a atenção das grandes redes. Mas, na verdade, esses projetos estão atrasados. Olhamos tudo isso com apreensão. A cidade também carece de maior divulgação. Hoje a nossa unidade está saneada, porém a margem é muito apertada e ainda exige cuidados?, completa o gestor.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

12/02/2017
Seguro viagem reduz despesas médicas e aumenta tranquilidade
São Paulo - Entre o final de 2016 e o início de 2017, cresceu o número de viagens domésticas no Brasil. De acordo com a Associação Brasileira de...
11/02/2017
Agências de turismo devem dar total suporte ao viajante
Falta de informação pode gerar custos desnecessários
11/02/2017
Apps facilitam a vida dos turistas riststasviajantes
Brasília - O acesso à internet pelo celular é cada vez mais comum entre os brasileiros. Eram 102 milhões de internautas de acordo com a Pesquisa TIC Domicílios...
11/02/2017
Folia em BH prejudica festas do interior
Crise e ameaça de febre amarela também fizeram com que as prefeituras repensassem sobre o evento
11/02/2017
Skol patrocinará o evento em 20 cidades
Considerada a festa mais característica do Brasil, o Carnaval é, para a iniciativa privada, uma das maiores vitrines para a exposição da marca e oportunidade de...
› últimas notícias
Juros do cheque especial caíram em fevereiro
Seguro viagem reduz despesas médicas e aumenta tranquilidade
Nota do Brasil é mantida em BB pela S&P
Corte no Orçamento deve ficar próximo de R$ 30 bilhões
Direito do consumidor gera quase 30% dos processos judiciais no País
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› DC Auto
Jeep Compass Trailhawk sai na frente com o diesel
Pacote farto de equipamentos se destaca
Novo Honda WR-V chega em março
Activ é a versão aventureira do Chevrolet Onix, carro mais vendido no Brasil em 2016
Evolução é obrigatória para os motores
Leia todas as notícias ›
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


11 de fevereiro de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.