Publicidade

Agronegócio

20/01/2017

Governo anuncia R$ 12 bilhões para o pré-custeio

Email
A-   A+
Crédito favorecerá os setores da soja, milho, arroz, café e cana-de-açúcar/Abiovel/Divulgação
Ribeirão Preto, São Paulo e Brasília- Durante lançamento do pré-custeio no valor de R$ 12 bilhões do Plano Safra 2016/2017, em Ribeirão Preto (SP), o presidente da República, Michel Temer (PMDB), destacou o desempenho do agronegócio na economia nacional e disse que o setor “não precisa de muita coisa” além de financiamento do governo.

“Ele (o agronegócio) é tão sustentador da economia nacional que não é preciso muita coisa, o que é preciso é financiamento. Isto é o que estamos fazendo no presente momento”, disse o presidente, reforçando o aporte de R$ 12 bilhões para o pré-custeio da safra.

Temer afirmou ainda ter certeza que os governos irão incentivar ainda mais o setor para que haja desenvolvimento no Brasil. “Tenho certeza que o agronegócio e a pecuária irão cada vez mais inovar com apoio do governo federal, estadual, governo municipal, para gerar novos polos de desenvolvimento para o nosso País”, afirmou.

O presidente destacou que um dos fundamentos do agronegócio é a eficiência e que isso é observado na região de Ribeirão Preto. “Nós estamos numa pré-safra já aportando R$ 12 bilhões. E destaco aqui que, ao assumir, o Caffarelli (Paulo Caffarelli, presidente do Banco do Brasil) foi o indicado mais aplaudido, é quem traz o dinheiro”, destacou.

O crédito permitirá aos produtores rurais fazer compras antecipadas de insumos, como sementes, fertilizantes e defensivos. O financiamento antecipado deve atingir primeiramente as culturas que são plantadas no verão, como soja, milho, arroz, café e cana-de-açúcar.

Os recursos serão ofertados pelo Banco do Brasil, a partir de captações próprias da Poupança Rural e de depósitos à vista. Os médios produtores terão acesso ao crédito por meio do Programa Nacional de Apoio aos Médios Produtores Rurais (Pronamp), com taxas de 8,5% ao ano e teto de R$ 780 mil. Já os grandes produtores poderão financiar até R$ 1,32 milhão, sob encargos de 9,5% ao ano.

Safra recorde - Durante a cerimônia de lançamento em Ribeirão Preto, o presidente do Banco do Brasil afirmou que, em maio, será lançado o Plano Safra e que esta deve ser a maior safra de todos os tempos no Brasil. Ele também comentou que, em fevereiro, o BB vai anunciar o processo de custeio digital, que será um marco para o agronegócio.

De acordo com o último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de grãos na safra 2016/2017 pode chegar ao número recorde de 215,3 milhões de toneladas. O volume representa um aumento de 15,3% em relação à safra anterior. Para 2017/2018, o governo também espera um volume expressivo de produção, que pode chegar a 271 milhões de toneladas.

Segundo Caffarelli, o crédito agrícola responde por quase 25% da carteira do BB e tem uma inadimplência bem menor que outras linhas, inferior a 1%. “Quando se fala em agronegócio, se fala em BB. É uma vocação natural nossa”.  Ele lembrou que o plano de pré-custeio este ano é superior ao do ano passado e dá ao agricultor liberdade para definir o melhor momento para comprar insumos.

Garantia de crédito - O secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Eumar Novacki, afirmou que o governo precisa garantir crédito com juros baixos ao setor produtivo, especialmente ao agronegócio. Ele lembrou que o governo aumentou os créditos para o pré-custeio da safra e antecipou a liberação em duas semanas.

“Estamos levando uma nova mensagem para o mundo. O Brasil tem um papel na segurança alimentar do planeta, na conservação da biodiversidade e na mitigação de mudanças climáticas. Além de abrir mercados, estamos repondo algumas verdades. O mundo inteiro sabe que somos grandes produtores e exportadores de alimentos, mas não sabe que temos eficiência e sustentabilidade”, afirmou o secretário-executivo.

Novacki destacou que o Brasil tem uma das legislações ambientais mais rigorosas do mundo e também garante a responsabilidade social, coibindo o trabalho escravo e infantil. (AE e ABr)

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

22/01/2017
Brasil desenvolve pesquisa para produção e exportação para a Índia
Um cenário bastante promissor está se desenhando para a produção de leguminosas – grão-de-bico, lentilha, ervilha, feijão-vagem e outros...
21/01/2017
Rebanho brasileiro cresceu 27% em 2016
Minas Gerais responde por 26% do volume nacional, com 16.932 bovinos registrados no ano passado
21/01/2017
Entidades criticam números da Conab referentes aos estoques do conilon
Brasília - Produtores de café e entidades ligadas ao setor criticaram os números divulgados pelo governo sobre os estoques privados de café conilon, em reunião...
21/01/2017
Governo anuncia leilões do arábica
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) retoma, nessa semana, os leilões eletrônicos de venda de café arábica dos estoques públicos. Na primeira...
20/01/2017
Estados devem aumentar vigilância para prevenir influenza aviária
São Paulo - O Ministério da Agricultura solicitou aos órgãos estaduais de defesa sanitária animal que aumentem a vigilância em estabelecimentos...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.