Publicidade

Legislação

20/01/2017

Sped reduz possibilidades de fraudes e sonegação

Sistema eleva controle do Fisco
Gabriela Pedroso
Email
A-   A+
Antônio Baião de Amorim destaca a desburocratização do processo de prestação de contas do contribuinte com o Sped/Divulgação
No próximo domingo, o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) completará dez anos de implantação. Ao longo da última década, o mecanismo trouxe diversas mudanças na dinâmica de trabalho tanto das empresas quanto do governo e contabilistas brasileiros, rompendo paradigmas e causando uma verdadeira revolução nas áreas fiscal e contábil. Entre as maiores contribuições do Sped, especialistas destacam a adoção da nota fiscal eletrônica, que potencializou o controle financeiro por parte do Fisco, reduzindo a possibilidade de fraudes.

Membro do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais (CRC-MG), Antônio Baião de Amorim avalia que o sistema ajudou ainda a desburocratizar o processo de prestação de contas dos contribuintes aos órgãos fiscalizadores e permitiu o cruzamento dos dados contábeis e fiscais, fortalecendo o combate à sonegação.

“O primeiro grande ganho com o Sped foi a nota fiscal eletrônica. Antes, as empresas precisavam de uma autorização para a emissão de notas fiscais, depois tinham de mandar fazer as notas em uma gráfica credenciada. Havia todo um processo até chegar ao governo. Com a versão eletrônica, o governo, que até então era o último a ter a informação do débito ou crédito do imposto, passou a ser o primeiro a ter essa informação, o que aumentou bastante o controle por parte do Fisco”, avalia Amorim.

Outro ganho citado pelo conselheiro do CRC-MG com o Sped nos últimos anos foi a possibilidade de as empresas não precisarem mais manter áreas para armazenamento dos documentos fiscais, agora todos digitalizados. Com isso, o acesso aos arquivos contábeis também se tornou bem mais facilitado.

Leia também
Julgamentos do Carf podem ser suspensos

Agenda Tributária Estadual

Custos - As melhorias, no entanto, resultaram em mais custos para as instituições, na medida em que várias precisaram despender recursos em tecnologia, na contratação do certificado digital e treinamento de pessoal, além de repensar a relação com a contabilidade. Segundo Amorim, os gastos com o processo contábil se não permaneceram igual, podem até ter se tornado mais caros para algumas empresas.

Em contrapartida, o conselheiro do CRC-MG explica que o Sistema de Escrituração Digital é eficiente, e uma das provas disso é o crescimento contínuo da arrecadação federal ao longo da década. “Do ponto de vista da arrecadação, o Sped melhorou muito para o governo, haja vista que, nos últimos anos, a arrecadação vem sempre superando a do ano anterior”, afirma o especialista, que considera que a plataforma tem evoluído satisfatoriamente.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

11/02/2017
Parcelamento do PRT já soma R$ 800 milhões
PGFN contabiliza a adesão de mais de 2.400 contribuintes inscritos na Dívida Ativa da União
11/02/2017
IDEIAS | Recuperação judicial é solução para todas as empresas?
Em tempos de crise, como a que estamos vivenciando, várias empresas que se encontram em dificuldade financeira buscam o seu soerguimento através do procedimento de...
11/02/2017
Programa tem quatro modalidades de opção
Brasília - A Receita Federal publicou na sexta-feira (10) em seu site um documento com informações básicas e um passo a passo para a adesão ao Programa de...
10/02/2017
Agenda Tributária Estadual - 10/02
Histórico Esta agenda contém as principais obrigações a serem cumpridas nos prazos previstos na legislação em vigor. Apesar de conter, basicamente,...
10/02/2017
Governo planeja tributar mais a renda
Incidência de impostos sobre o consumo "impacta a base da pirâmide", diz o ministro Eliseu Padilha
› últimas notícias
Juros do cheque especial caíram em fevereiro
Seguro viagem reduz despesas médicas e aumenta tranquilidade
Nota do Brasil é mantida em BB pela S&P
Corte no Orçamento deve ficar próximo de R$ 30 bilhões
Direito do consumidor gera quase 30% dos processos judiciais no País
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› DC Auto
Jeep Compass Trailhawk sai na frente com o diesel
Pacote farto de equipamentos se destaca
Novo Honda WR-V chega em março
Activ é a versão aventureira do Chevrolet Onix, carro mais vendido no Brasil em 2016
Evolução é obrigatória para os motores
Leia todas as notícias ›
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


11 de fevereiro de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.